Descrição da editora

Este livro estuda os discursos caracterizados pela dissonância, mais especificamente, a ironia, a paródia e o riso. Foram privilegiadas as teorias de Schopenhauer, Baudelaire e Jean Paul, já que são estudos que proporcionam uma aproximação estrutural e filosófica entre os fenômenos do riso e os discursos irônicos e paródicos. Desse modo, tal qual a ironia e a paródia, esse riso é também fruto de uma dissonância, que instaura, ao invés da certeza, a possibilidade, em lugar do uníssono, o ambivalente. O estudo dos significativos pontos de contato entre a ironia, a paródia e o riso legitima a relevância do sujeito na decodificação desses discursos caracterizados pela ambigüidade. Para a sua análise a autora analisou os textos: "O homem duplicado" (2002), de José Saramago, "O cavaleiro inexistente" (1959), de Ítalo Calvino, e "O duplo" (1846), de Dostoievski. A seleção das obras guiou-se pela estrutura dissonante dessas narrativas, nas quais se encontram muitas e variadas aplicações estéticas da ironia, da paródia e do riso.

GÊNERO
Profissional e técnico
LANÇADO
2013
16 janeiro
IDIOMA
PT
Português
TAMANHO
208
Páginas
EDITORA
Editora UNESP
VENDEDOR
ACD LIVROS DIGITAIS LTDA
TAMANHO
638.3
KB