Américo Vespúcio

A história de um erro histórico

    • 4,3 • 18 avaliações
    • R$ 8,90
    • R$ 8,90

Descrição da editora

Por que a América se chama América?



Por que homenagear Américo Vespúcio se não foi ele o primeiro a pisar em solo do Novo Mundo e se tampouco era considerado o grande navegador da época? Para o austríaco Stefan Zweig, várias coincidências levaram a esse nome. Algumas delas absurdas, outras com certa procedência — tais como uma raríssima obra de apenas 32 páginas intitulada Lettera al Soderini, assinada por Vespúcio, que fazia referência às terras recém-descobertas. O pequeno livreto serviu de guia aos pesquisadores daquele período, de diversas partes do mundo. O tempo se encarregaria do resto. Passou a ser "A carta de Américo Vespúcio", depois "A carta de Américo", "O continente de Américo", e daí para "América" foi mera decorrência. Outros autores não tiveram a mesma condescendência de Zweig. Alguns carregam nas tintas e não se inibem ao chamar Vespúcio de verdadeiro impostor. A verdade é que, ao contrário de outros navegadores, Américo Vespúcio (1454-1512) vinha de uma família que tinha acesso à corte de Florença, na Itália. Era um homem letrado, com conhecimentos de geografia, astronomia e cosmografia. Obteve boa educação, vivendo na França e na Espanha. Em resumo, era uma figura controversa. As polêmicas em torno de seu nome sempre se confundem em datas e localizações, chegando a ultrapassar os mares. Aportam até nós quando de sua passagem pela costa do Brasil, de São Paulo e da região conhecida como São Sebastião, assim denominada pelo navegador florentino Américo Vespúcio.



Stefan Zweig (Viena, 28 de novembro de 1881 — Petrópolis, 23 de fevereiro de 1942) foi um romancista, poeta, dramaturgo, jornalista e biógrafo. A partir da década de 1920, tornou-se um dos escritores mais famosos, lidos, vendidos e traduzidos do século XX. Entre suas obras estão Três novelas femininas, Maria Antonieta e o polêmico Brasil, país do futuro.



A notícia de sua morte chocou a intelectualidade da época.

GÊNERO
Biografias e memórias
LANÇADO
2019
12 de dezembro
IDIOMA
PT
Português
PÁGINAS
176
EDITORA
Editora Labrador
VENDEDOR
Bookwire Brazil Distribuicao de Livros Digitais LTDA.
TAMANHO
9,1
MB

Mais livros de Stefan Zweig

2013
2006
2019
2014
2018
2021

Outros clientes também compraram

2019
2014
2015
2018
2016
2018