• R$ 24,90

Descrição da editora

Onze anos depois da publicação de Relato de um certo Oriente, Milton Hatoum retoma os temas do drama familiar e da casa que se desfaz. Dois irmãos é a história de como se constroem as relações de identidade e diferença numa família em crise. O enredo desta vez tem como centro a história de dois irmãos gêmeos - Yaqub e Omar - e suas relações com a mãe, o pai e a irmã. Moram na mesma casa Domingas, empregada da família, e seu filho. Esse menino - o filho da empregada - narra, trinta anos depois, os dramas que testemunhou calado. Buscando a identidade de seu pai entre os homens da casa, ele tenta reconstruir os cacos do passado, ora como testemunha, ora como quem ouviu e guardou, mudo, as histórias dos outros. Do seu canto, ele vê personagens que se entregam ao incesto, à vingança, à paixão desmesurada. O lugar da família se estende ao espaço de Manaus, o porto à margem do rio Negro: a cidade e o rio, metáforas das ruínas e da passagem do tempo, acompanham o andamento do drama familiar.
Prêmio Jabuti 2001 de Melhor Romance

GÊNERO
Ficção e literatura
LANÇADO
2006
19 Abril
IDIOMA
PT
Português
TAMANHO
200
Páginas
EDITORA
Companhia das Letras
VENDEDOR
Bookwire Brazil Distribuicao de Livros Digitais LTDA.
TAMANHO
1.5
MB

Opiniões de clientes

Buzuzinha ,

Dois irmãos e os conflitos familiares

Um brilhante livro que tem como pano de fundo uma Manaus de meados do século XX, seus lugares ricos e miscigenados, fruto da pesquisa e memória territorial e de pertencimento do brilhante autor Milton Hatoum.
A história aborda com grande poder literário, a complexidade e o drama das relações familiares que acompanham todo o ser humano. As preferências, o ciúme, o abandono, a cumplicidade, a indiferença e a vingança, sentimentos comuns a todas as personagens sem excessão, se misturam homogeneamente no decorrer da história.
O amor, ou pelo menos o que entendo por este sentimento, foi um mero coadjuvante assim como na vida real.
Apesar da presença forte e marcante de cada personagem do núcleo familiar em que a história decorre, a figura de Halim foi a que me tocou. Acho que as reflexões sobre são
Acho que as reflexões sobre cada personagem dependem da relação pessoal com a vida e com história de cada um. E os erros de Halim me chamaram a atenção talvez pela identificação com o mesmo.
É isso e muito mais. Um bom romance, um bom livro e é a minha dica para quem quer se desfrutar com uma boa literatura brasileira.

Mais livros de Milton Hatoum