História Da Prostituição

    • R$ 72,90
    • R$ 72,90

Descrição da editora

Os continentes estão repletos de ruínas de nações mortas e civilizações. Em todas elas houve prostituição. A palavra origina-se de prostitutus, do verbo prostrar, entregar, mulher entregue publicamente. É o mesmo que meretriz, mulher que faz mercê, mulher pública posta a ganho. Segundo a legislação do tempo do descobrimento do Brasil, do rei D. Manoel: “Mulher que com o seu corpo ganha dinheiro publicamente, não se negando aos que a ela quiserem fora da mancebia”. São estas aquelas mulheres de que fala o Regimento dos Quadrilheiros, de 12 de março de 1603. § 5°: “As que, para fazerem mal do seu corpo, recolhem publicamente homens por dinheiro”. A prostituição é descrita como “a oferta por uma mulher de seu corpo para relações sexuais indiscriminadas com homens, que o alugam.” Esta forma de troca, sem dúvida, existiu em todas as idades da civilização, e em todos os países onde a mulher foi livre para fazer uma barganha por ela mesma. Apenas as mulheres livres podem se prostituir. Um relato impressionante é dado em Gênesis 38, onde Tamar, que era nora de Judá, fez um trato com seu sogro, no qual ela disse ter “interpretado a prostituta”, indicando assim que a prática da prostituição pela venda real da pessoa por uma contrapartida era comum naquele tempo; e a descrição de uma “mulher estranha, com o traje de uma prostituta”, dada em Provérbios 7, é uma indicação adicional de que a prostituição continuou a existir através dos períodos da história do Antigo Testamento; e a história das nações, em sua queda, mostra que esta atividade foi perpetuada através das eras.

GÊNERO
Não ficção
LANÇADO
2022
16 de abril
IDIOMA
PT
Português
PÁGINAS
97
EDITORA
Clube de Autores
VENDEDOR
Ink it
TAMANHO
673,8
KB

Mais livros de Adeilson Nogueira

2020
2020
2020
2020
2020
2022