• R$ 17,90

Descrição da editora

Bueno de Rivera, poeta desconhecido. Como tantos outros, mortos no ostracismo, ignorados, considerados medíocres. De fato, Bueno de Rivera era medíocre. Mas será o poeta culpado por isso? Não é o poeta, como todo artista, aliás, somente um espelho da sua época? Quanto mais interligado com ela, quanto mais inserido na circunstância em que vive, mais reflete e devolve ao mundo a idéia que dele faz. Doença, guerra, fome, morte... sempre, em todos os tempos, lá estiveram eles; os quatro cavaleiros da poesia, seus motes, sua razão de ser. Poetizar é reverter em palavras a dura realidade. As flores do Ideal... talvez apenas no último poema do volume, “O Profeta”, Rivera tenha procurado mostrá-las como as imagina. Mas ainda assim ansiando pela destruição, pois vê necessário derruir, antes de tudo, com esse esquema monstruoso e corrupto. “Mundo Submerso” é um grito de afogado, uma bolha que sobe à superfície, muda e, contudo, repleta de significados. A mensagem que contém, apesar de pueril na maioria das estâncias, reflete justamente a tocante simplicidade do espírito poético, de mãos atadas, impotente diante do massacre que assiste. É a alma humana que é degolada, apedrejada, esquartejada e arrastada por cavalos diante dos olhos secos e sem lágrimas, já sem capacidade de lamentar, apenas retratando o que vê de forma quase jornalística. Um vigia noturno preso a uma noite que nunca termina, sabendo que morrerá e ainda estará escuro – pois a Idade das Trevas prossegue e prossegue, sem previsão de quando irá terminar. Tudo que lhe resta é criar seus relatórios, com a esperança de que algum dia o sol surja no horizonte: uma aurora de consciência, tolerância e paz... enfim, de luz.

GÊNERO
Ficção e literatura
LANÇADO
2011
3 Agosto
IDIOMA
PT
Português
TAMANHO
86
Páginas
EDITORA
Clube de Autores
VENDEDOR
Ink it
TAMANHO
311.6
KB