• R$ 24,90

Descrição da editora

Obrigadas a se casarem ainda meninas. Escravizadas, violentadas, por vezes assassinadas. Cobertas com o véu negro - o niqab - as mulheres do Iêmen parecem fantasmas. Contudo, pouco a pouco, com delicadeza, coragem e determinação, elas travam uma batalha corajosa por sua emancipação. Uma revolução silenciosa está em marcha para fazer valer seus direitos e sua liberdade. Aisha, Sabiha, Hamedda, Houssen e tantas outras: aqui estão algumas de suas histórias. Uma extraordinária reportagem em quadrinhos de Ugo Bertotti inspirada pelas imagens e pelas entrevistas da fotojornalista Agnes Montanari.

GÊNERO
Quadrinhos e Graphic Novels
LANÇADO
2015
11 Março
IDIOMA
PT
Português
TAMANHO
144
Páginas
EDITORA
Nemo Editora
VENDEDOR
Bookwire Brazil Distribuicao de Livros Digitais LTDA.
TAMANHO
71.7
MB

Opiniões de clientes

Isabella V. A ,

Resenha “O mundo de Aisha”

Pensado para adolescentes, o livro “O Mundo de Aisha” relata a atual situação do Iêmen, de uma forma dinâmica, Ugo Bertotti, a partir das fotografias de Agnes Montanari, fez várias histórias em quadrinhos sobre machistas que vêem as mulheres como objeto de reprodução ou empregadas domésticas, que devem servir e respeitar seu marido.
O livro é separado em capítulos e cada um conta a história de mulheres que não concordam com uma sociedade em que elas não possuem direitos. Conforto suas vidas vão sendo contadas, Ugo mostra fotos feitas por Agnes, sobre o cotidiano das protagonistas deste livro. Sabiha, Hamedda e Aisha são mulheres fortes que lutam pelo que acreditam, assim nos mostrando o quanto nos do Ocidente somos privilegiados por não termos casos extremos de machismo assim como as mulheres Iamenitas.
Sabiha é uma menina que se casou muito jovem, e acabou levando um tiro do próprio marido, pelo simples ato de ir a janela sem o seu o seu niqab, felizmente ela sobreviveu. Já Hamedda, abriu um restaurante e hotel para soldados, assim sendo considerada impura pela sociedade por ser dona do seu próprio negócio. Aisha, queria focar nos estudos e não se casar, mesmo contra a vontade de seu irmão.
Para quem é mais novo, este livro é muito indicado por mostrar a realidade do Iêmen, e que o machismo ainda existe mesmo que todos neguemos. Além de ser um livro não muito professoral e repetitivo. Lendo o livro “O mundo de Aisha” acompanhamos como é atualmente a luta pela igualdade. Não quero dizer que atualmente não existe machismo, mas não tanto quanto no Iêmen. Pode parecer tão simples, mas para as iamenitas o simples fato de dirigir um carro sem um homem por perto é considerado desonra para o seu marido.
É uma ótima leitura, com ótimas fotos, desenhos e fatos reais que são chocantes mas contados de uma forma interessante. Indico para adultos e adolescentes com mais curiosidade sobre a atualidade.

Por Isabella Valandro Alves