• R$ 4,90

Descrição da editora

Com um recorte histórico que parte dos anos 1950, o jornalista, cientista social e doutor em Antropologia Rafael Evangelista traz uma abordagem original das ações e do pensamento hacker, esses apaixonados por tecnologia que adquirem prestígio entre seus pares a partir do enfrentamento de problemas complexos e suas ações criativas no desenvolvimento de software. O autor mostra como o hacking se consolidou no movimento do software livre e como essa mobilização tecnológica, enraizada nas práticas colaborativas e na produção do comum, obteve no Brasil um terreno fértil para a sua expansão. Segundo Evangelista, a ação e a ética hackers foram determinantes na construção dos sistemas que organizam as redes de comunicação digital e nos usos que fazemos delas hoje. Longe de uma apologia às potencialidades das grandes calculadoras que recebiam, então, o nome de computadores, Rafael Evangelista dedica parte do livro aos riscos à democracia abertos com as possibilidades de controle e vigilância dos cidadãos. Com título que remete ao poema de Richard Brautigan (Todos assistidos por máquinas de adorável graça), o livro é o segundo volume da coleção Democracia Digital, organizada pelo professor e sociólogo Sergio Amadeu da Silveira, com edição exclusivamente para o formato digital.

GÊNERO
Computadores e Internet
LANÇADO
2018
28 Julho
IDIOMA
PT
Português
TAMANHO
90
Páginas
EDITORA
Edições Sesc SP
VENDEDOR
Bookwire Brazil Distribuicao de Livros Digitais LTDA.
TAMANHO
2.5
MB

Mais livros de Rafael Evangelista