• CHF 2.00

Beschreibung des Verlags

<p>“Criado em 1998 pelo carioca Octavio Aragão, Intempol surpreende por ser um conceito aberto e permitir que virtualmente qualquer história, em qualquer estilo, possa ser escrita, tendo, como base, a ficção científica.”</p>

<p>Delfin (Universo HQ)</p>


<p>“Na série Intempol o leitor é confrontado com tantas teorias quanto as há sobre o mundo real – o que torna o conjunto tão singularmente real quanto surreal, que desmistifica com eficácia as convenções das formas mais estereotipadas da FC.”</p>

<p>Antonio Luiz M. C. Costa (Carta Capital)</p>


<p>“Histórias repletas de ação e movimento, em que se brinca descaradamente com os paradoxos temporais, com a história do nosso mundo e com as instituições que supostamente servem para fazer cumprir a lei, seja ela qual for.”</p>

<p>Jorge Candeias (e-Nigma.com.pt)</p>


<p>“Inserindo em sua narrativa mutável e contraditória todo o espírito do canalha, do velho malandro e de quem não hesita em usar métodos rothianos na hora de extrair informações de um prisioneiro, Intempol definiu uma metodologia de ação brasileira a ser seguida pelo universo.”</p>

<p>Marcus Vinícius de Medeiros (Omelete)</p>


<p>A pior coisa que pode acontecer a alguém é se apaixonar enquanto a História entra em colapso. Carlo Costa ainda não sabe, mas em seu futuro reside uma garota capaz de botar o planeta de cabeça para baixo e um poder que pode virar um homem pelo avesso. Ou vice-versa. </p>

<p>Inimigos inusitados — nazistas, Neandertais e até uma ex-futura-namorada — surgem com objetivos, armas e agentes capazes de tudo e muito mais para eliminar um homem, uma garota, a Intempol ou tudo ao mesmo tempo. Enquanto foge da entropia, Carlo encontra, conhece ou combate Houdini, Lampião, Lamarca, Le Courbusier, Evita e um desfile de personagens, e descobre que mundos podem nascer dos sonhos e que nada poderá impedir o fim, seja lá o que isso signifique.</p>

<p>São planos dentro de planos dentro de alguma coisa vagamente parecida com uma história de amor, balas, unhas e dentes enquanto o espaço-tempo está prestes a sucumbir. Ou seja, apenas mais um dia nos corredores brancos da Intempol.</p>

<p>Dizem que uma das origens da Intempol, a Polícia Internacional do Tempo, ocorreu no ano de 1998, como cenário para o conto Eu Matei Paolo Rossi, de Octavio Aragão. Outros relatos optam pelo ano 2000 como ponto de partida, com o lançamento do livro Intempol — uma antologia de contos sobre viagens no tempo. São muitas as versões da história, mas a notícia mais recente é a publicação do álbum de quadrinhos Para tudo se acabar na quarta-feira (2011) e agora esse breve romance, Reis de todos os mundos possíveis, escrito pelo idealizador do universo, Octavio Aragão. </p>

<p>Esse mesmo cara é doutor e mestre em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes — EBA, UFRJ.  É professor da Escola de Comunicação — ECO/UFRJ, co-autor do livro Imaginário Brasileiro e Zonas Periféricas (2005), com a professora doutora Rosza Vel Zoladz, e publicou artigos em revistas como Arte e Ensaios e Nossa História, além de diversos contos por antologias no Brasil (Vaporpunk, 2010, Dieselpunk, 2011) e no mundo.</p>

GENRE
Science-Fiction und Fantasy
ERSCHIENEN
2013
13. August
SPRACHE
PT
Portugiesisch
UMFANG
112
Seiten
VERLAG
Draco
GRÖSSE
1.5
 MB

Mehr Bücher von Octavio Aragão

Andere Bücher in dieser Reihe