Beschreibung des Verlags

Pense em um personagem preguiçoso e sensual, a um só tempo índio, negro e branco. Esse é o nosso herói, Macunaíma, símbolo de um povo em formação.

Ele nasce negro, em uma aldeia indígena. Já na infância, manifesta sua principal característica: a preguiça, e desde tenra idade sofre uma pulsão sensual que não conhece limites.  Sua saga envolve a busca pela muiraquitã, um amuleto de pedra, que o leva a São Paulo, onde, após banhar-se em águas encantadas, se torna branco, louro e de olhos azuis.

Festejada pelo estilo inovador da linguagem e da narrativa, a obra traz uma combinação de espaços, dialetos e elementos populares bem ao gosto do programa modernista. Sua ordem não é cronológica ou racional. Sua trama é surrealista, onde tudo pode acontecer.

Com Macunaíma, o herói sem nenhum caráter, publicado em 1928, Mário de Andrade dá um mergulho na alma nacional. A intenção dele era sair do padrão. Sua ideia era provocar, inquietar, chocar. E conseguiu.

GENRE
Liebesromane
ERSCHIENEN
2017
5. Dezember
SPRACHE
PT
Portugiesisch
UMFANG
181
Seiten
VERLAG
Edições Câmara
GRÖSSE
682.3
 kB

Mehr Bücher von Mário de Andrade