Descripción de la editorial

"A Capital Federal", escrito por Artur Azevedo, em 1897 é explorado de forma cômica, irônica, e até mesmo sarcástica, numa visão crítica da sociedade final do século XIX no Brasil. Este obra nos dá uma visão panorâmica da sociedade carioca da belle époque, com as cortesãs, as cocotes, as mulatas falantes, os cafés-concerto, as músicas alegres, todas as liberalidades e os desfrutes da recém-criada metrópole republicana, em que se deslumbrou o tradicionalismo provinciano. Ele produzou peças de teatro, que somaram ao todo cerca de 200 títulos. o autor monta um discurso usando elementos da história e culturais com uma pitada de sarcasmo e ironia para fazer uma crítica à sociedade da época. Azevedo para dar sustentação a esse discurso, usa como pilares três itens de interesse público comum: o poder, o sexo e o dinheiro, e suas múltiplas implicações. Artur Nabantino Gonçalves de Azevedo nasceu em 1855 e transferiu-se de São Luís do Maranhão, onde nascera, para o Rio de Janeiro em 1873 aos 18 anos. Ele foi um dramaturgo, poeta, contista e jornalista brasileiro. Escreveu por volta de duzentas peças e tentou fazer surgir o teatro no Brasil. Ele faleceu no Rio de Janeiro em 1908.

GÉNERO
Historia
PUBLICADO
2013
29 junio
IDIOMA
PT
Portugués
EXTENSIÓN
77
Páginas
EDITORIAL
Public Domain
TAMAÑO
353.2
Kb

Más libros de Artur Azevedo