• 12,99 €

Description de l’éditeur

Está em curso a reforma do Código Cooperativo que visa cumprir o imperativo de «desenvolvimento legislativo» constante do art. 13.o da Lei de Bases da Economia Social.

Reformar o Código Cooperativo é necessário e oportuno.

Enquanto ordens jurídicas que nos são culturalmente próximas, as coopertivas têm acolhido uma liberalização controlada da governação e do regime económico. O regime jurídico--cooperativo português apresenta alguma rigidez nestas matérias.

Não basta fazer o diagnóstico. É necessário propor novos rumos e soluções alternativas. Para esta reflexão em torno da reforma da governação cooperativa e regime económico, as autoras convocam, por um lado, soluções colhidas em experiências legislativas estrangeiras e, por outro, disposições jurídico-societárias.

Tomando como referente a identidade cooperativa, as autoras formulam propostas que potenciam a melhoria do ambiente legal.

Em matéria de governação cooperativa, são propostas soluções tendentes a ampliar a autonomia estatutária. Em sede de regime económico, as propostas apresentadas visam promover o empreendedorismo cooperativo e a sustentabilidade financeira das cooperativas.

Estrutura da obra:

Governação cooperativa – o estado da arte

A responsabilidade civil pela administração da cooperativa

Um roteiro para a reforma da governação das cooperativas

Regime económico – o estado da arte

O regime económico no ordenamento português

Os desafios ao regime económico das cooperativas no contexto de uma reforma da legislação cooperativa

Um roteiro para a reforma do regime económico das cooperativas

Conclusão

GENRE
Entreprise et management
SORTIE
2014
8 octobre
LANGUE
PT
Portugais
LONGUEUR
176
Pages
ÉDITEUR
Vida Económica Editorial
TAILLE
1.2
Mo

Plus de livres par Maria Elisabete Ramos & Deolinda Aparício Meira