Publisher Description

Mês das cigarras e das flores de flamboyant, como diria Fradique Mendes se
tivesse de datar em Dezembro uma carta no Rio de Janeiro. Prescindo, como ele, da
enumeração do dia. Datas são algarismos sem forças para fazer sentir o violento
azul do nosso céu, nem os ramalhões purpurinos das nossas árvores, nem este
chiar incessante das cigarras entontecidas de luz, anunciando o calor.
Este lindo mês, em que o ano morre engalanado de cores e de sons, obriganos
a volver o olhar para o passado, numa inquirição pensativa e saudosa... e logo a
querer sondar o futuro impenetrável com a frouxa luz de uma esperança. Nada se
descortina bem, visto de longe; e é melhor assim...
O que torna a vida encantadora é o imprevisto; e a prova é que ninguém
desejaria recomeçá-la da mesma forma porque a já viveu; nem creio mesmo que, se
tal milagre se pudesse cumprir, houvesse alguém, por mais venturosa que lhe
houvesse corrido a curta vida, que tivesse coragem de a recomeçar!

GENRE
Fiction & Literature
RELEASED
2013
26 June
LANGUAGE
PT
Portuguese
LENGTH
122
Pages
PUBLISHER
Public Domain
SIZE
352.4
KB

More Books by Júlia Lopes de Almeida