• 2,49 €

Descrição da editora

Neste breve ensaio, Frontisi-Ducroux analisa as imagens de Dioniso, o deus-máscara, como o resultado de uma fabricação que, na longa duração da cultura grega antiga, se desenvolve num tempo e num espaço próprio: o do ritual e do culto. Não é pois da máscara cénica e teatral que aqui se trata mas antes da máscara divina, cuja caracterização e atributos, facilmente reconhecíveis, são objecto de inúmeras representações e figurações em vasos antigos.

Para além da frontalidade da face, da máscara – prosopon – enquanto revelação do deus, ou da sua corporização escultórica, enquanto presença divina, múltiplas formas de representação de Dioniso se foram desenvolvendo, sem contrapartida textual, mas animadas pela imaginação gráfica dos pintores, emergindo da “realidade” de práticas cultuais. A máscara de Dioniso, encimada numa coluna vestida e ornamentada, constitui o centro de gestos e acções onde participam os celebrantes e o olhar do espectador. No espaço icónico destas imagens, este constitui-se também no movimento de fascinação do deus que convida, na relação intrínseca com os próprios recipientes de vinho e a bebida, à manifestação do ritual orgiástico dos fiéis.

No conjunto do corpus iconográfico, composto por diversos vasos, descrevem-se e estudam-se assim diferentes exemplos de composições nas quais a celebração do culto dionisíaco surge como o resultado de uma ritual operação de montagem.

GÉNERO
Artes e entretenimento
LANÇADO
2018
5/Novembro
IDIOMA
PT
Português
PÁGINAS
15
EDITORA
KKYM
TAMANHO
1.8
MB

Mais livros de Françoise Frontisi-Ducroux

Outros livros desta série