• USD 10.99

Descripción de editorial

Este livro é resultado do debate, crescente em todo o mundo, acerca dos manuais que definem os limites entre o “normal” e “patológico” no campo da psiquiatria. Trata-se, aqui, de ponderar, a partir de argumentos epistemológicos, socioculturais e epidemiológicos, os diversos processos em jogo na formulação de categorias e classificações que nomeiam mal-estares, formas de sofrimento, experiências de desconforto e de inadaptação em sociedades ocidentais liberais e urbanas como aquelas em que vivemos.Seu aporte crítico amplia o olhar sobre os processos correntes de medicalização de comportamentos cotidianos, antes experimentados como situações da vida às quais se deveria responder com temperança e não com medicamentos.Os textos aqui reunidos – assinados por reconhecidos especialistas em saúde mental –, além de abordarem lucidamente esses processos, também se inserem nos debates sobre a utilidade das classificações em psiquiatria para a nomeação de experiências de sofrimento, sobre a atribuição de sentido e de legitimidade às mesmas, e sobre o manejo de direitos no campo da saúde mental.Diante da evidente fartura de experiências de atipia, desajuste, desconforto ou mal-estar cada vez mais comuns no vocabulário partilhado – transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, depressão, transtorno bipolar, fibromialgia, síndrome da fadiga crônica, bulimia, anorexia, entre outros –, discutir as utilidades e as limitações dos critérios a partir dos quais se define o que é doença e o que não é, o que é normal e o que não é constitui um debate necessário, e de enorme relevância, para os profissionais da saúde mental – e para todos os interessados no tema.

GÉNERO
Salud, mente y cuerpo
PUBLICADO
2018
marzo 22
LENGUAJE
PT
Portugués
EXTENSIÓN
226
Páginas
EDITORIAL
Editora Garamond
VENDEDOR
Digitaliza - Digitalizacao e Distribuicao de Conteudo Digital Ltda.
TAMAÑO
1.9
MB