• $1.99

Publisher Description

Meditações foi escrito em grego Grego Koiné, intitulado Τὰ εἰς ἑαυτόν, literalmente "coisas para eu próprio”, é uma série de 12 livros em que Marco Aurélio registra suas notas pessoais sobre o estoicismo como fonte de sua própria orientação e auto-aperfeiçoamento. Marco Aurélio enfrentava desafios, conspirações e obstáculos durante o dia, e à noite ele se colocava em profunda reflexão e escrevia suas notas pessoais antes de dormir.

É improvável que o imperador tenha pretendido que os escritos fossem publicados e a obra não tem título oficial, "Meditações" é um dos vários títulos comumente atribuídos à coleção. Esses escritos assumem a forma de citações de tamanho variável, de uma frase a parágrafos longos.

Um tema central das meditações é a importância de analisar o julgamento de si mesmo e dos outros em uma perspectiva cósmica. A aceitação da morte e o debate sobre a existência ou não de Deus permeia todo o livro.

Suas ideias estoicas envolvem evitar a indulgência sensorial, uma habilidade que segundo ele libertará o homem das dores e prazeres do mundo material. 

As ideias e princípios recorrentes expressadas por por Marco Aurélio são aquelas que ele acreditava importante para si mesmo como homem e como imperador. É provavelmente o clássico estoico mais lido de todos.


As lições, percepções e perspectivas contidas neste notável trabalho são tão relevantes hoje quanto eram há dois milênios atrás. 

* Apresenta a sabedoria intemporal do imperador Marco Aurélio e sua filosofia estoica, com pesquisas sobre sua vida e seus tempos;

* Contém visões valiosas sobre tópicos como resiliência, moderação e controle emocional;

* Discute como viver "de acordo com a natureza" e respeitar princípios éticos sólidos.


Trechos:


“Retire a sua opinião, e então é tirada a reclamação: ‘Fui prejudicado’. Tira a queixa: ‘Fui ferido’, e o dano é tirado.” (IV,7)



“Não faça como se você fosse viver dez mil anos. A morte paira sobre você. Enquanto vive, enquanto está em seu poder, seja bom.” (IV,17)


“Tudo é efêmero, tanto quem se lembra como o que é lembrado”. (IV,35)


“É uma coisa ridícula para um homem não fugir da sua própria maldade, que é realmente possível, mas tentar fugir da maldade de outros homens, que é impossível.” (VII, 71)


“Se um homem está equivocado, instrua-o gentilmente e mostre-lhe seu erro. Mas se não for capaz, culpe-se a si mesmo, ou não culpe nem a si mesmo.” (X,4)


“Não fale mais sobre como o homem bom deve ser, mas seja um bom homem”(X,16)



"Se não é certo, não o faça: se não é verdade, não o diga”(XII,17)

GENRE
Nonfiction
RELEASED
2019
October 26
LANGUAGE
PT
Portuguese
LENGTH
289
Pages
PUBLISHER
Montecristo Editora
SELLER
Montecristo Publishing LLC
SIZE
2.3
MB

More Books by Marco Aurélio