Embriologia animal: referência e atlas

Descripción editorial

Essa obra de referência foi concebida, em primeira instância, como subsídio ao estudo prático

(presencial ou remoto) de gônadas e de embriões, totais ou seccionados em série, da coleção da

Disciplina de Embriologia do Instituto de Biociências de Botucatu, mas poderá também ser utilizado por

alunos sem acesso ao laminário completo, bem como ferramenta para pesquisadores na área de

Biologia do Desenvolvimento, Toxicologia da Reprodução e do Desenvolvimento, Ciências

Morfológicas, Biologia Estrutural e Reprodução Animal, dentre outras.

Embriologia Animal pode ser definida como o estudo do desenvolvimento ontogenético pré-natal ou

pré-eclosão do ovo. Porém, o processo de fertilização, que dá origem à primeira célula do novo ser, é

precedido pela formação dos gametas, células haploides. Por isso, para os propósitos desta obra, o

processo da gametogênese, nos ovários e nos testículos de representantes de todas as Classes de

Vertebrados, será abordado antes da descrição do desenvolvimento propriamente dito. Cabe-nos

ressaltar que as nomenclaturas utilizadas para identificar estruturas nesse Atlas podem variar em

diferentes publicações na área de Embriologia, assim como a nomenclatura zoológica.

O primeiro animal descrito é o ouriço-do-mar, pertencente ao Filo Equinodermata, o primeiro a

apresentar deuterostomia. Essa é uma característica filogenética comum com os Cordados, dentre os

quais estão os Vertebrados: Peixes, Anfíbios, Répteis, Aves e Mamíferos. Nesta obra o

desenvolvimento do embrião de galinha será enfocado em maior detalhe.

Da coleção do Instituto de Biociências de Botucatu, foram utilizadas lâminas contendo embriões de

aves, gônadas de ratos, gônadas de pombo, ovário de cadela e de feto humano, placenta e cordão

umbilical humanos. As gônadas e embriões de peixes, gônadas de anfíbios, répteis e de aves

pertencem à coleção particular da Profa. Talita Mazzoni. As secções sagitais de feto humano foram

cedidas pelo Prof. Dr. Reinaldo Azoubel, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP.

A forma como os embriões de galinha são coletados e processados até a confecção das lâminas

histológicas consta do primeiro capítulo.

Todo o material utilizado, sendo parte integrante de um acervo científico universitário, possui protocolo

de comitê de ética para pesquisa e/ou ensino aprovado.

O conteúdo do Atlas estará em constante atualização. Sugestões para o seu aprimoramento deverão

ser enviadas para atlas.embrio.ibb@unesp.br

GÉNERO
Técnicos y profesionales
PUBLICADO
2021
13 de septiembre
IDIOMA
PT
Portugués
EXTENSIÓN
195
Páginas
EDITORIAL
NEAD.TIS
TAMAÑO
150,3
MB

Otros clientes también compraron

2014
2017
2013
2013
2011
2017